Follow by Email

sábado, 5 de novembro de 2016

ELEIÇÕES AMERICANAS: DONALD TRUMP

E quanto a Donald Trump? Quais são suas chances?

Vejamos: tomei como base o mapa arquivado no Astrodatabank, que é o seguinte:


Bem, quanto a Trump, não é preciso ser astrólogo pra se entender algo de sua personalidade. Nem psicólogo. Sua forma nada sutil de comunicação passa sinais do que ocorre nos recônditos de sua mente e emoções.

Vamos evitar falar das motivações sexuais que conduzem à ânsia pela projeção a qualquer preço e desmedido desejo de poder.

Seu sol (regente do ascendente) conjunto a Urano na décima, Gêmeos (regente da sexta - que, por sua vez tem Mercúrio na onze, em quadratura a Netuno na 2) Mostra a natureza escandalosa e, digamos, espontânea, de aparecer na midia mundial, a qualquer preço. Inconsequência. 

Mas a verdade é que, a posição do sol na décima, conjunção Urano e trígono a Júpiter indicam a maior possibilidade de vitória. 

Impossível ignorar os trígonos deste com o stellium na segunda, recebendo o retorno de Júpiter. Necessário considerar que Marte está na cúspide do Ascendente, confirmando as verdadeiras razões para o abuso com mulheres e seu desprezo por nós. Profissionais e estudantes de astrologia certamente podem entender.

Além disso, sua Lua em Sagitário está em concordância com o Ascendente dos USA. Considero este, junto com o retorno de Júpiter, um bom indicador de suas chances superiores às da Hillary, embora, caso haja questionamento legal quanto às suas posses e imposto de renda, a possibilidade de ações na justiça ficam extremamente fortalecidas.

Resumo da história: Trump tem mais chances, mas o fato é que o resultado ainda não está definido! 

Sei que não é novidade a afirmação, mas trata-se de uma guerra de informação, onde o principal papel está no escuro, sob as ordens de Urano, a guerra dos hackers.

Neste ponto, Trump leva grande vantagem, pois conta com o apoio de hackers de vários países, interessados em sua eleição.





Um comentário:

Teresa Botarro disse...

Interessante esta informação...
Gostei muito do seu ponto de vista e considerações a respeito deste momento, levando em consideração o momento crítico dos Estados Unidos que influenciará toda a nossa economia.