Follow by Email

sexta-feira, 1 de abril de 2011

A EXISTÊNCIA DOS MESTRES


C. W. Leadbeater

Dos novos fatos expostos pela Teosofia, um dos mais importantes é o da existência de Homens Perfeitos. Deriva logicamente dos outros grandes ensinamentos teosóficos do karma e da evolução através de reencarnações.
Ao observar nossos circunstantes, vemos claramente homens em todos os graus de evolução, uns muito mais atrasados que nós em seu desenvolvimento, e outros que em alguns aspectos nos estão evidentemente mais adiantados. Portanto, cabe a possibilidade de que haja alguns cujo adiantamento seja muito maior, pois se os homens se vão constantemente aperfeiçoando no transcurso de uma longa série de vidas sucessivas em direção a determinada meta, seguramente hão de existir alguns que já chegaram a essa meta.
Há entre nós aqueles que no processo evolutivo conseguiram atualizar tais ou quais dos sentidos superiores latentes no homem, e no futuro os possuirá todo o gênero humano. Por meio de tais sentidos, vemos a escada da evolução estendida acima e abaixo de nós, e que existem homens em todos os seus degraus.
Numerosos testemunhos afirmam diretamente a existência de homens perfeitos a quem chamamos Mestres; mas parece que o primeiro passo a dar é adquirirmos a certeza de que devem existir tais Seres, e mais adiante, em último termo, deduziremos que a essa classe pertencem aqueles com os quais nos temos posto em contato.
Os anais históricos de cada nação relatam as façanhas dos gênios em todos os campos da atividade humana. Foram homens que em sua linha especial de ação e habilidade superaram a massa, até o ponto de que muitas vezes seus ideais estiveram muito além da compreensão do povo, de modo que não só sua obra se havia perdido para a humanidade, mas também nem sequer conservaram seus nomes.
Tem-se dito que a história de uma nação poderia resumir-se nas biografias de uns tantos indivíduos, e que sempre as minorias seletas iniciam os progressos em arte, música, literatura, ciência, filosofia, filantropia, política e religião. Às vezes eles se sobressaem no amor a Deus e ao próximo, como os insignes santos e filantropos; outras vezes no conhecimento do homem e da natureza, como os eminentes filósofos, sábios e cientistas; outras em seus trabalhos beneficentes para a humanidade, como os grandes libertadores e reformadores.
Ao contemplar tais homens e ao considerar quão alto se acham em relação ao nível comum da humanidade, e quão adiantados estão na evolução humana, não é lógico inferir que não podemos determinar os limites das possibilidades humanas e que é concebível que hajam existido e que ainda agora existam homens muito mais adiantados que aqueles, de magna espiritualidade, conhecimento e aptidão artística; homens completos quanto a perfeições humanas, homens precisamente como os Adeptos, ou Super-homens, que alguns de nós tiveram o inestimável benefício de encontrar?
Esta Via - láctea do gênio humano, que enriquece e embeleza as páginas da história, é ao mesmo tempo a glória e esperança de todo gênero humano, porque sabemos que estes excelsos Seres são os precursores dos demais homens, e que como faróis iluminam o caminho que devemos seguir se desejamos alcançar a glória que muito logo nos será revelada. Faz muito tempo aceitamos a doutrina da evolução das formas nas quais mora a Vida Divina. Agora temos a complementar a muito mais elevada idéia da evolução da própria Vida, o que nos demonstra que a razão do admirável desenvolvimento de formas cada vez mais superiores é que a sempre crescente Vida as necessita para instrumento de sua expressão. As formas nascem e morrem; elas crescem, decaem e se extinguem, mas o Espírito se vai desenvolvendo eternamente, anima as formas e progride por meio da experiência nelas adquirida. Quando uma forma prestou seu serviço e está desgastada, ela é abandonada e outra melhor toma o seu lugar.
Por trás da evolucionante forma brota sempre a Vide Eterna, que é a Vida Divina penetrando toda a natureza, e esta nada mais é que a envoltura multicor construída pelo próprio Deus. Ele vive na beleza das flores, na robustez da árvore, na agilidade e graça do animal, e no coração e alma do homem.
A vontade de Deus é a evolução, e por isso toda vida progride e ascende, e torna-se o fato mais natural do mundo a existência de Homens Perfeitos na extremidade desta linha de sempre crescente poder, sabedoria e amor. Mesmo além d'Eles, ali aonde não chega nossa visão nem compreensão, dilata-se uma perspectiva ainda mais resplandecente, da qual mais adiante teremos alguma insinuação, mas de que seria inútil falar agora.
A conseqüência lógica de tudo isto é que devem existir Homens Perfeitos e que não faltam indícios da existência em toda a época de tais Homens, que, ao invés de abandonar o mundo inteiramente para viver nos reinos super-humanos ou divinos, têm permanecido em contato com a humanidade, movidos de seu amor por ela, para auxiliá-la em sua evolução de beleza, amor e verdade, e ajudar o cultivo do Homem Perfeito, tal como o botânico amante das plantas goza na produção de uma perfeita laranja ou perfeita rosa.

Trecho do livro: “Os Mestres e a Senda” de C. W. Leadbeater – Ed. Pensamento

Nenhum comentário: